UPDATE: Corpo encontrado pela manhã ainda não foi identificado

Por volta do meio dia desta terça, 7, o corpo de uma mulher, de pele clara e que aparenta ter 40 anos, foi encontrado num matagal na esquina da Rua Nívea Cunha Bacha com a Av. Capitão Pedro Fernandes, no Centro de Araranguá.

O delegado Jair Pereira Duarte, comenta que a mulher aparenta ter em torno de 60 a 65 anos. Segundo ele, a vítima é aparentemente pobre, pois estava bem desnutrida. “O exame apontou que ela não tinha alimentos no estômago, ela pesa em torno 40kg e mede 1,50. Ela não portava qualquer tipo de documento para identificação e ainda não conseguimos identifica-la”, afirma.

A princípio, segundo o delegado, não há qualquer sinal de violência. O médico legista apontou a causa da morte como natural. Foram coletados materiais genéticos para exames laboratoriais, e para Jair, só haverá certeza após esses laudos.

Os policiais da Central de Polícia ainda estão em busca câmeras nas proximidades de onde o corpo foi encontrado. “O policial está lá nesse exato momento para analisar as imagens, já que não sabemos exatamente o horário do óbito. Provavelmente, para o médico legista, foi nesta segunda-feira, após às 16h”, explica o delegado.

Muitas pessoas foram ao IML, mas até agora ninguém reconheceu o corpo. “Também é possível que ela seja andarilha, por conta das características. Como ela nunca foi vista nas proximidades, também é possível que ela seja de fora de Araranguá”, pontua Jair.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *