Na manhã desta sexta-feira, 05 de junho, o bispo diocesano Dom Jacinto Inacio Flach, anunciou a transferência de padres que ocorrerá durante o mês de junho.

Geralmente estas mudanças acontecem no final de cada ano. Porém, quando há uma demanda específica, o bispo tem a liberdade de realizar esse exercício em qualquer momento do ano, sem pôr em prejuízo a caminhada pastoral da Igreja.

A alteração ocorre na Paróquia São Pedro Apóstolo, no município de Balneário Arroio do Silva. Padre Ademar Paulo de Fáveri, que há quatro anos e meio esteve à frente da paróquia, foi transferido para Criciúma, passando a residir na Casa São João Maria Vianey, no Bairro Michel. Ele assumirá a Capelania do Asilo São Vicente de Paulo, instituição que fica nos arredores da Casa São João, a Capelania do Hospital São João Batista, em Criciúma, e ficará à disposição para atender as paróquias locais que precisarem de ajuda com a presidência das Santas Missas.

“Levando em conta os muitos aspectos da ação evangelizadora e considerando a situação de pandemia que estamos enfrentando, achei por bem antecipar esta mudança. Por enquanto as atividades estão reduzidas e como logo a temporada de veraneio vai chegar, é importante que o novo pároco esteja bem integrado ao trabalho pastoral desta paróquia que tem particularidade litorânea. Aproveito para agradecer ao Padre Ademar pelo trabalho realizado durante os últimos quatro anos e lanço votos ao novo pároco para que possa realizar um bom trabalho de evangelização”, manifestou o bispo.

Em seu lugar, assumirá o Padre Vânio Margutti, que até então era Vigário Paroquial em Jacinto Machado, na Paróquia Santa Terezinha. Será a primeira experiência do padre que, depois de estar viúvo, assumiu o ministério sacerdotal em 2019.

Orientações para a celebração dos sacramentos nas paróquias

 

Dom Jacinto aproveitou a ocasião para anunciar novas orientações pastorais referentes a celebração dos sacramentos nas paróquias durante o tempo de pandemia.

“Aos poucos as atividades celebrativas vão sendo adaptadas para atender as necessidades e ajustadas com as determinações das autoridades sanitárias. Precisamos moldar a forma que celebramos, sem perder o essencial de cada Sacramento”, salientou o bispo.

As principais adaptações são sentidas no Rito do Batismo, autorizado para que seja celebrado nas paróquias, seguindo as normas de distanciamento apresentadas e exigidas pelas autoridades civis.

Aos demais sacramentos (Matrimônio, Eucaristia e Crisma) as orientações se voltam ao adiamento e/ou reagendamento, sempre em diálogo com os noivos, catequistas e catequizandos.

0 Comentários

Comente essa publicação