MDB REGIONAL OFICIALIZA APOIO A CARLOS MOISÉS

Depois dos 5 prefeitos do Progressistas do Vale do Araranguá, Valmir Rodrigues (Passo de Torres); Fanica Machado (Praia Grande); Keio Olivo (Morro Grande); Sandro Cirimbelli (Turvo); e Betinho Biava (Timbé do Sul); terem anunciado publicamente que desejam apoiar o projeto de reeleição de Carlos Moisés da Silva (sem partido), agora foi a vez dos prefeitos e vice do MDB.

Na sexta-feira (7), aconteceu uma reunião em Araranguá, na sede da Amesc, que contou com a participação de prefeitos e vices prefeitos do MDB regional, que serviu para divulgação de um documento conjunto assinado 5 prefeitos e 3 vice-prefeitos.

Dos 15 prefeitos do Vale do Araranguá, 13 dão sinais de que poderão apoiar Moisés mesmo se não estiver no mesmo partido: 5 do PP, 4 do MDB, 2 do PSDB, 1 do PSDB e Evandro Scaini (ainda sem partido).

O documento dos emedebistas cita as obras estruturantes que a região ganhou ou está na iminência de ganhar na atual gestão.

– Pavimentação da Serra do Faxinal (R$ 63 milhões);

– Recursos para a conclusão da BR-285 (federal) – Serra da Rocinha (R$ 15 milhões);

– SC-108 Praia Grande a Jacinto Machado – 32 km (R$ 66 milhões);

– Plano Mil – destinação de R$ 1 mil per capita para 5 anos para 295 municípios;

– Ponte Sobre o Rio Araranguá (R$ 18 milhões);

– SC-100 Rodovia Caminhos do Mar – Passo de Torres, Gaivota, Arroio e Araranguá (ainda não definido o valor total, mas inicia com trecho em Balneário Gaivota);

– Acesso Sul Araranguá / Balneário Arroio do Silva (mais de R$ 20 milhões);

– Rodovia Jacob Westrup (Maracajá / Forquilhinha);

– E outros recursos repassados direto aos municípios;

Por ora, exceção mesmo somente o prefeito de Meleiro, Eder Mattos (PL), que é aliado de Jorginho Mello (PL); e o prefeito Anibal Brambila (PSD), que ainda não se pronunciou.

 

ASSINARAM O DOCUMENTO

Colocaram a digital nos documentos os prefeitos do MDB, em Araranguá, César Cesa; Sombrio, Gislaine Cunha (MDB); São João do Sul, Moacir Teixeira; Ermo, Paulinho Dalla Vecchia; e Jacinto Machado, João Batista “Gaiola” Mezzari, que está de férias.

Deram aval ainda ao documento os 3 vices: Juraci “Tatim” Favarin, de Morro Grande; Jeriel Isoppo, de Sombrio; e Pedro D’Ávila, prefeito em exercício de Santa Rosa do Sul.

 

O ÍTEM QUE DEIXA ABERTO

Na “Carta de apoio do prefeitos e vice-prefeitos do MDB do Vale do Araranguá” à reeleição de Carlos Moises chama atenção que há um item que deve ter sido o argumento para os prefeitos terem conseguido a assinatura de Gislaine Cunha (MDB), conhecida aliada do senador Jorginho Mello (PL).

O item da letra I fala que “reiteramos os votos de estarmos juntos no projeto de reeleição”. Se Moisés não estiver no MDB, dificilmente a prefeita de Sombrio não estará com a aliança de Mello, que está colado em Jair Bolsonaro (PL).

 

O FUTURO DOS VICES

Na Amesc foram eleitos 5 vices prefeitos do PSL (Zezinho faleceu após as eleições e nem assumiu), todos aliados de Carlos Moisés. Jonatã Coelho (Balneário Gaivota); Acélio “Teio” Baesso (Timbé do Sul); Carlos Scarsanella (Balneário Arroio do Silva); e Volnei Rocha (Maracajá); só aguardam o caminho do governador para se filiar noutra sigla. Nenhum deles deverá ficar no União Brasil (PSL/DEM).

O PP elegeu 3 vices, em Ermo, São João do Sul; e em Turvo.  

O MDB elegeu 3 vices, em Santa Rosa do Sul, Sombrio e Morro Grande.

O PSD elegeu 2 vices, em Araranguá e Passo de Torres.

Elegeram vices prefeitos ainda o PL em Meleiro; e o PSDB em Praia Grande.

 

BETINHO NA AMESC

No final de Janeiro encerra o mandato de Moacir Teixeira (MDB) a frente da Associação dos Municípios dos Extremo Sul de Santa Catarina. Pelo acordo de rodízio que já existe, o Progressistas comandará a Amesc em 2022.

As eleições acontecem em 21 de Janeiro e o nome indicado pelo PP é do prefeito de Timbé do Sul, Roberto Biava, que está em segundo mandato.

Depois deverá ser a vez do PSDB (entre Almides da Rosa, de Santa Rosa do Sul, e Kekinha dos Santos, de Balneário Gaivota).

Em 2024, o prefeito de Meleiro, Eder Mattos (PL), deverá encerrar o ciclo.

 

JAIR PRESIDE CÂMARA EM 2022

Na posse de Jair Anastácio (PT) e despedida de Diego Pires (PDT) ambos se emocionaram ao lembrar de seus pais durante a cerimônia de posse da presidência da Câmara de Vereadores de Araranguá, na primeira sessão extraordinária de 2022, sexta-feira (7).

Primeiro os vereadores apreciaram o pedido de renúncia do vereador Diego Pires (PDT) e depois fizeram o ato solene de posse do novo presidente do Legislativo Municipal, Jair Anastácio (PT).

Diego Pires (PDT) citou em seu discurso o ex presidente dos Estados Unidos, Abraão Lincooln, e encerrou com a comparação do momento com a renúncia do ex presidente de Jânio Quadros. Isto porque, de fato, este é o primeiro caso de renúncia da Presidência da Câmara de Araranguá da história. O ex presidente lembrou que foram economizados R$ 1,5 milhão em 2021, o que pode ultrapassar as economias de R$ 5 milhões da Casa na gestão de Daniel Viriato (PP). Outra marca é o projeto Câmara na Comunidade, que deverá continuar em outras 15 comunidades anda não visitadas.

Pires ressaltou o cumprimento do acordo e já anunciou seu voto em Luciano Pires (Podemos) para comandar a Câmara em 2023.

Houve a entrega simbólica das chaves ao presidente Jair Anastácio e a vereadora Lena Périco (MDB) discursou em nome dos vereadores.

O prefeito de Araranguá, Cesar Cesa (MDB) e o vice-prefeito Cristiano da Silva Costa, o Tano (PSD) também participaram da transmissão de cargo. O prefeito ressaltou o bom relacionamento entre o paço e o Legislativo.

Anastácio deve priorizar sua gestão no apoio a Educação, Saúde e Infraestrutura.

Ausência registrada na posse dos vereadores Márcio Tubinho (PP), Tico Batista (MDB), Luiz da Farmácia (PL) e Paulinho de Souza (PSD).

Prestigiaram a posse a mãe de Jair, Alaide Arcenego Anastácio, e os ex deputados, Ana Paula Lima, e Décio Lima, presidente do PT Estadual.

 

EMENDA PARA O ARROIO

Na sexta-feira (7), quem chegava no trevo de entrada de Balneário Arroio do Silva, já podia ver a retroescavadeira adquirida pelo município com recursos garantidos através de emenda parlamentar destinada pelo deputado estadual Zé Milton (PP). O parlamentar foi pessoalmente fazer a entrega oficial da máquina ao prefeito Evandro Scaini (sem partido), vice-prefeito Carlos Scarsanela (PSL) e presidente da Câmara, Lei do Mar Azul. O vereador Diran Drewke (PP), de Araranguá, participou do ato.

 

VICE- PRESIDENTE DO PARAGUAI EM BOMBINHAS

Em Bombinhas, a deputada Paulinha (sem partido) e o prefeito Paulinho, receberam o vice-presidente do Paraguai, Hugo Velasquez Moreno, que está cotado para ser o próximo presidente do Paraguai.

0 Comentários

Comente essa publicação