UNESC QUER AMPLIAR A PARTICIPAÇÃO NA AMESC

A reitora da Unesc, Luciane Ceretta, cumpriu agenda na Amesc, nesta terça-feira (26). Com sua equipe, esteve com a prefeita de Sombrio, Gislaine Cunha (MDB), depois com o prefeito de Araranguá, César Cesa (MDB), e finalizou a agenda com uma reunião na sede da Amesc, com o presidente Moacir Teixeira e com a Aciva.

Além dos cursos técnicos, alguns destes profissionalizantes serão oferecidos à região, mas segue a tendência de manter o foco no turismo e na inovação tecnológica. Outro olhar é para o agronegócio.

Na reunião, a Aciva defendeu que Araranguá precisa criar uma cultura empreendedora e a qualificação contínua de “mâo-de-obra”.  

Além do mais, todos concordaram que é preciso criar condições para receber o desenvolvimento que virá após finalização de obras como a pavimentação da BR-285 (Serra da Rocinha), da Serra do Faxinal, e da SC-108, e da quarta ponte sobre o Rio Araranguá.

 

 

PLANO PARA AMESC

Dia 4 de Fevereiro, a reitora entrega o Plano de Desenvolvimento Sócioeconômico ao prefeito de Orleans e presidente Jorge Koch (MDB), e também aos prefeitos da Amrec. O recurso, em torno de R$ 500 mil, foi conquistado via emenda do senador Esperidião Amin (PP).

A negociação com a Amesc para apresentação do plano para Vale do Araranguá está em curso com o senador Jorginho Mello (PL) e deve finalizar em breve.

A ideia é apresentar um projeto para a Amesc em 6 meses.

 

VERBA DE R$ 1 MILHÃO

A passagem do deputado federal Ricardo Guidi (PSD) pelo gabinete do prefeito César Cesa (MDB), além do compromisso de destinar R$ 1 milhão em emendas, serviu para alinhar o discurso entre MDB e PSD no município. O recurso pode ir para obras no Calçadão, que já tem R$ 1 milhão de Carlos Chiodini (MDB) e R$ 500 mil de Júlio Garcia (PSD) em emendas.

O deputado, com a mediação do vice-prefeito Tano Costa (PSD), ficou de ser parceiro de Araranguá durante todo o mandato.

Além disso, a filiação de Tonhão Pereira, que deixou o PP depois de 44 anos de filiação (desde 1976), e de ter sido presidente, acabou marcando a passagem e gerando o principal fato político desta terça-feira (26).

Tonhão já havia informado o descontentamento com o PP e sinalizava que não estava mais confortável no partido. Tanto que acabou pedindo voto para César Cesa (MDB) mesmo com o PP tendo candidato a prefeito. A ficha de filiação abonada por Guidi e testemunhada pelo presidente do partido, Jairo Costa, pelos vereadores Paulinho e Samuka, suplentes de vereadores e lideranças locais.

 

REESTRUTURAÇÃO DO PARTIDO

O Progressistas de Araranguá reuniu na noite de terça-feira (26) sua Executiva e os vereadores eleitos para avaliar o quadro após as eleições de 2020, quando deixou o comando do município.

Sob o comando do presidente José Hilson Sasso, o partido projeta os próximos passos e a preparação para as eleições de 2.022, quando o partido pode apresentar candidato a deputado novamente. Jorge Boeira, que estava presente na reunião junto de Guilherme May e do ex-prefeito Mariano Mazzuco Neto.

O PP irá definir os critérios para o rodízio entre os suplentes. Também haverá a recomposição do Diretório, já que algumas lideranças saíram, como Luiz Carlos Pessi, que foi para o PL, e o ex-presidente do partido Antônio Pereira, o Tonhão, deixou o partido e foi para o PSD.

Além disso, contrariando o partido, o ex-presidente Ernani Palma Ribeiro Filho foi o coordenador geral da campanha de Ricardo Ghelere (PRTB).

 

PRECATÓRIOS DE ARARANGUÁ

O valor atualizado dos precatórios no município de Araranguá, que já viraram dívida, estão em R$ 26.723.035,46 e correspondem a 448 ações que o Tribunal de Justiça já lançou.

O prefeito César Césa (MDB), para pagar a conta até 2024, teria que desembolsar em média mais de R$ 500 mil por mês.

Extraoficialmente, vem aí mais 1.380 ações trabalhistas.   

 

ESPAÇOS DO MDB

O MDB regional ocupa espaços importantes neste começo de 2021. Moacir Teixeira (MDB) está no comando da Amesc e tem uma cadeira na FECAM. O prefeito indicou Heriberto Afonso Schmitt (MDB) como novo gerente executivo da Associação.

João Batista ‘Gaiola’ Mezzari (MDB) comanda o CIMGEPA (Consórcio Multifinalitário da Amesc) e o prefeito Paulinho Della Vecchia (MDB) será o novo presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde – CIS AMESC.

 

ERMO NO COMANDO

O Consórcio CIS Amesc já tem uma nova diretoria para apresentar. A chapa terá como presidente Paulo Della Vecchia (MDB), prefeito de Ermo; vice-presidente Almides Roberg Silva da Rosa (PSDB), prefeito de Santa Rosa do Sul; 1º secretário Éder Matos (PL), prefeito de Meleiro; 2º secretário Cesar Cesa (MDB), prefeito de Araranguá; e como membro vogal Elisandro Pereira “Fanica” Machado (PP), prefeito de Praia Grande. No Conselho Fiscal, os prefeitos Everaldo “Kekinha” dos Santos (PSDB), de Balneário Gaivota; Gislaine Cunha (MDB), de Sombrio; e Betinho Biava (PP), de Timbé do Sul.

Todos os prefeitos que ainda não tinham pedido autorização às suas Câmaras de Vereadores para poder contratar também junto ao CIS AMREC.

 

PESSOAL DA SAÚDE

O prefeito César Cesa (MDB) disse na reunião com Guidi que há um débito elevado com fornecedores e profissionais de saúde. Que está com dificuldades de fazer rescisões para contratar 3 médicos e 6 enfermeiros para UPA em face da indefinição no CIS Amesc. Araranguá, aliás, tem que rodar a folha para pagar o pessoal da saúde na sexta-feira (29).

 

TODOS SITUAÇÃO

O vereador mais votado de 2020 em São João do Sul, Ismael Sant Ana de Oliveira (MDB), passou pela sede da Amesc para visitar o prefeito Moacir Teixeira (MDB).

O MDB elegeu 5 vereadores, o PP elegeu 2, o PSD elege 1 e o PDT também 1. Foram 3 mulheres eleitas. Todos os 9 vereadores eleitos são da coligação de Moacir e Edinho Trajano (PP).

 

SAÚDE DE LUTO

O enfermeiro Antônio Roberto Leandro, o Betinho, que foi conselheiro tutelar de Araranguá por 4 anos, perdeu a luta para a covid-19. Ficou dias internado depois de ter sido curado do vírus, mas acabou tendo outras complicações. Houve uma emocionante despedida dos colegas em frente ao Hospital Regional de Araranguá.

 

DIVERGÊNCIA NO AÇUDE

A propaganda era de um parque acessível ao público, com ciclovias, mas, as obras no Açude Belinzone, de Araranguá, contratadas pelo Samae, não correspondem com o que foi vendido. A empresa está cercando a área, fazendo acessos de ‘pedríssigo’, sem pavimentação, portanto não é uma ciclovia.

 

QUEBRA DE INTERSTÍCIO

Os sargentos de Santa Catarina que estão próximos de ir para a reserva estão pedindo que o governador Carlos Moisés (PSL) quebre o interstício, apontado pela Lei Complementar Nº 318, de 17 de Janeiro de 2006, para que eles possam se ‘aposentar’ já em 2020.

 

AVALIAÇÃO DO PODEMOS

A reunião da Executiva do Podemos de Araranguá aconteceu na residência do presidente Kila Ghelere, em Balneário Arroio do Silva. Em pauta, a avaliação das últimas eleições, em que o partido reelegeu Luciano Pires e ainda fez a análise das ações futuras.

 

NOTAS FINAIS

  • Ricardo Guidi (PSD) passou por Meleiro para destinar recursos para o município;
  • Luiz Carlos Pessi (PL) acompanhou o pessoal da feirinha agrícola do Jardim Alcebíades Seara, em visita ao prefeito César Césa (MDB);
  • O secretário de Planejamento Indústria e Comércio, Emerson Almeida, acompanhou o empresário Alex Cavalheiro, do Instituto Mix, em visita ao prefeito César Césa (MDB);]
  • As aulas na Rede Estadual de Ensino começam em 18 de Março, enquanto na Rede Municipal, em toda a Amesc, foi acertada para dia 1º de Março;
  • A Secretária de Educação Mariluce Bilck está ultimando os preparativos, como a arrumação dos prédios; a capacitação dos professores; e a questão do transporte escolar;
  • Nesta sexta-feira (29), a coordenadora de Turismo da Amesc, Helen Becker, recebe na região o pessoal da Santur, com almoço marcado para o Iate Clube Morro dos Conventos;
  • O prefeito César Césa (MDB) quer fazer funcionar as 2 intendências, da Sanga da Toca e de Hercílio Luz, e para isto, vai em busca de maquinário para deixar em cada local;

0 Comentários

Comente essa publicação