Uma família de Mato Alto, em Araranguá, está pedindo ajuda para sobreviver, pois a cada dia vê as contas se acumularem e as necessidades se intensificarem.

Na casa de dona Robertina Reginaldo, de 73 anos, moram além dela uma filha e dois netos. Um deles, inclusive, tem necessidades específicas e faz uso contínuo de remédios.

Sofrendo de dores na coluna e outras doenças, dona Robertina não pode nem cuidar dos netos, e por isso, a filha teve que sair do emprego. Mesmo após cuidar de seis filhos adotivos, hoje ela mal tem o que comer.

“Quando eu trabalhava, não faltava nada em casa. Eu sou aposentada, mas fiz muitos empréstimos, não recebo nada”, reclama. 

Para conseguir sobreviver, a família pede doações, como cestas básicas, leite e remédios. “Tem três receitas aqui para comprar”, conta a idosa.

Um vídeo chegou a ser gravado para que a campanha chegasse mais longe. “A luz tá atrasada, preciso de cesta básica”, pede. 

Os interessados em doar podem contatar a família através do 9 9851 8601, e obter informações sobre conta bancária e endereço completo da família.

0 Comentários

Comente essa publicação