O município de Balneário Arroio do Silva perdeu na manhã deste domingo, 23, o tradicionalista José Oliveira Paim, o popular Zé Paim, 76 anos, ex-vice prefeito pelo PMDB e que exerceu o cargo de prefeito em exercício na gestão de 2005 até 2008, ao lado de Paulo Pedroso Vitor (MDB) neste município. Seu falecimento foi ocasionado por uma parada cardíaca. 

Era natural da cidade gaúcha de São José dos Ausentes e, há décadas, estava radicado no Balneário Arroio do Silva . 

 

Identificado com o Arroio

Foi comerciante e se estabeleceu na Avenida Barriga Verde com a Cantina do Zé Paim. Como narrador de rodeios era muito conhecido pelo Brasil, e participou do grande Rodeio Internacional de Vacaria, RS.

Na década de 2.000, participou de CD da gravadora ACIT, de Caxias do Sul, onde narrava o início das músicas de grandes artistas com o tema Rodeio.

Na faixa Rodeio da Saudade, gravada pelo grupo ‘Os Tiranos’ ele narra:

“Alô, alô moçada de todas as querências, que nossa senhora nos proteja, que está começando a festa…Do gaúcho de chapéu grande, bombacha, bota e espora, onde tem prenda bonita, que o peão se apaixona e chora…”.

 

Voz da Semana Farroupilha

No Balneário Arroio do Silva, era grande incentivador e animador da Semana Farroupilha. No ano passado, foi homenageado pelo prefeito Juscelino da Silva Guimarães, o Mineiro (PSDB), pelos serviços prestados ao tradicionalismo, no evento.

“Era um homem bom e deixa sua história com um legado de bons serviços prestados ao nosso município. Vá em paz amigo Zé Paim e que o patrão da estância do céu o receba com um cinchado quebra costelas”, frisa o prefeito Mineiro.

O prefeito Juscelino, externou, em nome da Administração Municipal, servidores e comunidade as condolências aos familiares e amigos, admiradores do ex-vice prefeito e prefeito.

Será decretado luto oficial e as bandeiras da Prefeitura foram hasteadas a meio-mastro.

 

Velório e Sepultamento

O corpo de José Paim está sendo velado na Capela Mortuária de Balneário Arroio do Silva, na Praia do Golfinho, desde as 16 horas deste domingo, 23.

Na segunda-feira, às 9 horas, serão prestadas as últimas homenagens e logo após o sepultamento, às 10 horas, no Cemitério Jardim das Almas, de Araranguá.

O acesso á Capela Mortuária segue as normas de prevenção a COVID-19, com uso de máscara, álcool em gel e evitar aglomerações. 

 

0 Comentários

Comente essa publicação