PREFEITURA E CÂMARA CELEBRAM CONQUISTA DO AVANÇAR CIDADES

Foram dois anos de muita discussão e luta para que o Município de Balneário Arroio do Silva fosse contemplado com o Programa Avançar Cidades “Mobilidade Urbana”. A conquista foi alcançada com a assinatura do contrato de R$ 5 milhões com a Caixa Econômica Federal, no dia 22 de junho deste ano. Na tarde de quinta-feira, 13 de agosto, o prefeito Mineiro, acompanhado do presidente da Câmara de Vereadores, vereador Everaldo Coelho Caetano, vereador Dionei de Souza Teixeira e os secretários de Administração e Finanças, Wanderlei Luciano Nagel e de Obras, Viação e Serviços Urbanos, Gil Martins, acompanharam a colocação das placas das referidas obras do Avançar Cidades.

“Para nós vereadores, que votamos favoráveis para que o projeto contemplasse nosso município é motivo de orgulho e satisfação. Fica o nosso agradecimento especial à deputada federal Geovânia de Sá, pelo seu empenho para liberação do projeto. São obras que vão melhorar a mobilidade urbana e contribuir para o turismo”, disse o presidente do legislativo, Everaldo Caetano. 

De acordo com o prefeito Mineiro, as obras devem iniciar em poucos dias. “Eu corri atrás desse projeto, fui aos gabinetes dos ministros, deputados e com o apoio da Câmara de Vereadores, conquistamos os recursos para fazer duas importantes obras: asfaltar a avenida Beira Mar Norte (944 metros) e pavimentar com Paver 1.560 metros da avenida Getúlio Vargas. Espero até o final do mandato concluir a beira mar e deixar bem adiantada a Getúlio Vargas”, frisa o prefeito Juscelino da Silva Guimarães.

 

PSL DEIXOU DE SER AGRESSIVO, PARA SER INERTE?

O fato de o governador Carlos Moisés (PSL) estar cuidando de um delicado processo de impeachment colocou seu partido em um patamar bem diferente do que estava antes. Assim como a encrenca provocada na crise dos respiradores, em que caíram os secretários da Saúde, Helton Zeferino, e da Casa Civil, Douglas Borba, e Amandio João da Silva Júnior, também da Casa Civil, a superintendente Márcia Pauli, e o controlador Luiz Felipe Ferreira, entre outros efeitos colaterais.

Antes deste revés, o PSL partiu pra cima dos prefeitos em todo o estado, muitos deles assinaram ficha no partido a pedido de Fábio Schiochet e do governador Moisés. É o caso de Henrique Maciel, prefeito de Praia Grande, que deixou o PSDB e foi para o PSL.

Depois do rompante agressivo, o PSL ‘baixou a bola’ e deixou muita gente na estrada.

 

FALTA DE ATENÇÃO?

Em Araranguá, a retomada do partido, sob o comando de José Pereira, por exemplo, poderia estar mais adiantada, mas a direção do partido não consegue dar atenção, está inerte. Assim como aconteceu antes com Ricardo Ghelere (PRTB), que deixou o partido por falta de definição e apoio da direção estadual.

 

SEGUEM AS COSTURAS

De qualquer forma, o PSL, que tem um nome de expressão para composição de chapa majoritária, o de Rodrigo Turatti, atualmente suplente de deputado estadual e ex vice-prefeito de Araranguá, está se movimentando.

Na quarta-feira (12), José Pereira e Turatti, receberam a visita do pré-candidato a prefeito Daniel Viriato Afonso (PP), e falaram sobre uma possível participação do PSL na aliança.

Nesta sexta-feira (14), a conversa deverá ser com outro pré-candidato: Cesár Cesa (MDB).

 

NOVAS REGRAS PARA CONDOMÍNIOS FECHADOS

A Câmara de Vereadores de Araranguá aprovou na sessão on line desta quarta-feira (12), o projeto de lei complementar de autoria do vereador, Luciano Pires (Podemos), que altera algumas regras na lei que trata do parcelamento do solo.

A proposta do vereador trouxe a possibilidade de ser autorizada a construção de condomínios fechados, até então proibidos no município. De acordo com o autor, o projeto foi elaborado com a concordância do Conselho das Cidades.

“Nos baseamos em projetos como de Capão da Canoa e Içara. Entendo que é uma lei muito importante para a cidade e que ajudará no seu desenvolvimento já que temos investidores interessados e muitos que deixaram de investir aqui por não termos a lei que regulamentava isso”, justificou, Luciano.

O único vereador contrário ao projeto foi Igor Batista Gomes (PL), os demais votaram a favor. 

 

PARA A ÁREA RURAL

Foi aprovada uma emenda do vereador Paulinho de Souza (PSD) que cria condições para a criação de condomínios fechados em áreas rurais.

Emenda aditiva nº 003/2020 ao projeto de lei complementar (l) nº 001/2020 adiciona parágrafos ao art. 69, da lei complementar nº 183/2016, que hora é alterado pelo art 7°, do projeto de lei complementar nº 001/2020.

Adiciona-se parágrafos ao art. 69, da lei complementar nº 183/2016, que hora é alterado pelo art 7°, do projeto de lei complementar nº 001/2020, com a seguinte redação: “Art. 69. … I – Que os condomínios horizontais enquanto atividades residenciais e correlatadas instalados em meio a área rural, respeitem as rotinas e necessidades existentes nas áreas rurais ao seu entorno; II – Atividades como uso de máquinas agrícolas, adubação seja ela orgânica ou mineral, entre inúmeras outros atividades que são exercidas nas áreas rurais sejam respeitadas dentro do espaço rural existente; e, III – Que a criação de condomínios em áreas rurais não influencie em nenhum momento na rotina rural existente ao seu entorno.

 

RESPIRADORES PARA O SUL

Com a articulação da deputada federal Geovânia de Sá (PSDB), o Ministério da Saúde entregou 17 respiradores de ventilação mecânica (5 são de transporte para ambulâncias), sendo 10 para Criciúma, 2 para o Hospital Nossa Senhora de Fátima, em Praia Grande; 1 para o Hospital Dom Joaquim, em Sombrio; 1 para o Hospital São Roque, de Jacinto Machado; 1 para o Hospital Santa Teresinha de Braço do Norte e 2 para a Fundação Hospitalar Santa Otília, de Orleans.

0 Comentários

Comente essa publicação