A operação que esvaziou o MDB na Câmara de Vereadores de Araranguá tem a digital do PP e do PDT. Enquanto o vereador Jorginho Pereira deixou o MDB e foi para o PP; o outro vereador do MDB, Ronadinho Soares assinou a ficha no PDT.

Mais do que uma perda de 2 vereadores, o MDB perde ainda seu candidato a prefeito nas eleições de 2016 e a vice-prefeito nas eleições de 2012, io ex vereador Anísio Henrique Premoli.

Os 3 deixaram o MDB sob a alegação de que não estavam tendo espaço, não estavam sendo ouvidos. Anísio, por exemplo, vinha sendo sondado por vários partidos, mas reclamava que o seu partido não o prestigiada neste momento. 

Anísio ocupou cargos desde a época em Alveri de Sá era o secretário regional de Araranguá; esteve com Rodrigo Turatti; Acélio Casagrande; Ronaldo Benedet e até no gabinete de Eduardo Moreira. Foi cogitado até para ser secretário regional na antiga ADR de Araranguá. Mesmo assim, depois que “foi para o sacrifício” em 2016, quando César Cesar desistiu de ser candidato, ficou sem espaço.

Com César na presidência do partido, o grupo que está deixando a sigla, se queixa de que não houve mais diálogo. Outras lideranças dizem que deixaram o pré-candidato a prefeito livre para construir sua candidatura. César está montando seu time, mas segue agora sem Anísio, Ronaldinho e Jorginho.

Quando Ronaldinho e Jorginho fecharam acordo com Daniel Viriato Afonso para a sua reeleição à presidência do Poder Legislativo, e passaram a indicar cargos no governo, o clima ficou mesmo insustentável, era inevitável a saída dos vereadores.

Anísio chega ao PDT com status de pré-candidato a prefeito, mas pode inclusive ser candidato a prefeito junto com João Abílio Pereira (PDT), Ronaldinho (PDT) e  Diego Pires (PDT).

Ao lado da vice-presidente do partido, a radialista Karem Suyan, Anísio e Ronaldinho concretizaram a filiação ao PDT.

 

A informação anterior precisa ser corrigida:

PP COM 5 , PP COM 4, PDT COM 3 VEREADORES EM ARARANGUÁ

O Progressistas fica com 5 vereadores (Daniel, Belo, Tubinho, Roldão e Jorginho); 

O PSD fica com 4 cadeiras (Paulinho, Tano, Neno Fontoura e Vidrinho);

O PDT passa a ter 3 cadeiras (Diego Pires, João Abílio e Ronaldinho);

Com 1 vereador apenas o PL (Igor Gomes); PSB (Luciano Pires); e PT (Jair Anastácio).

FICARAM 6 PARTIDOS

Na Câmara de Vereadores de Araranguá, de 11 partidos, agora restam apenas 6: PP (5), PSD (4), PDT (3), Podemos (1), PL (1) e PT (1).

FORÇAS

O bloco da situação/governo deverá contar com 5 vereadores do PP, 3 vereadores do PDT e 1 do Podemos, o que soma 8 vereadores. 

O PSD deverá ter uma bancada independente com 4 vereadores, 

A oposição deverá ficar com apenas 2 vereadores), Jair do PT e Igor do PL.

0 Comentários

Comente essa publicação