Até o dia 20, os candidatos podem apresentar para a comunidade as propostas e as metas. Eleições ocorrem entre os dias 23 e 25 de outubro

A Secretaria de Educação de Santa Catarina irá realizar entre os dias 23 e 25 de outubro as eleições para os cargos de diretor nas unidades escolares do estado. Até o dia 20, os candidatos podem apresentar para a comunidade as propostas e metas reunidas no Plano de Gestão Escolar (PGE).

Ao todo são 1.343 PGEs aprovados segundo os requisitos estipulados no Edital 1443/2019, que concorrem para a gestão de 996 unidades escolares. De acordo com a secretaria, outras 39 escolas não tiverem proposição de planos aprovados dentro das normas e será escolhido um gestor temporário até o próximo processo eleitoral. Os futuros diretores vão assumir mandatos de quatro anos, com início a partir do dia 2 de janeiro de 2020 e ficam no cargo até o dia 31 de dezembro de 2023.

Plano de gestão 

Os documentos são públicos e podem ser acessados no site da secretaria com o nome de cada uma das escolas. Confira o Plano de Gestão Escolar das unidades de ensino estadual de SC.As comissões eleitorais organizam em cada uma das escolas a defesa pública dos planos, divulgando, convidando a comunidade escolar a participar e definindo a data para apresentação do plano.

Data da eleição
No Estado foram definidas três datas para a eleição: nos dias 23, 24 ou 25. Em cada escola, foram criadas comissões eleitorais, que monitoram o período e define as datas do pleito. Florianópolis – 23/10, São José e Palhoça (Grande Florianópolis) – 24/10, outras cidades – 23 até 25 /10.

Quem pode votar
Podem votar todos os alunos das séries finais do ensino fundamental e do ensino médio, além de pais de alunos menores de 18 anos e servidores em efetivo exercício da profissão na escola. A novidade para esta eleição é que, para cada aluno, até dois pais ou responsáveis podem votar. Na eleição anterior era apenas um.

Gestor temporário
São 1.035 unidades escolares aptas a participarem do processo de escolha democrática, no entanto para este processo eleitoral apenas 996 unidades escolares apresentaram planos de gestão para concorrer, segundo a pasta. Segundo a Secretaria de Educação, outras 39 escolas não tiverem proposição de planos e será escolhido um gestor temporário até que se abra um novo processo de seleção.

Após eleições
Após a escolha e durante a vigência do PGE, o gestor e a comunidade escolar participarão de formações continuadas, estimulando o monitoramento da execução do plano com base em diagnósticos e dos indicadores que a escola produz. Caso as metas estabelecidas no plano não sejam executadas, a Secretaria de Educação tem ferramentas para intervir, com apoio das coordenadorias regionais, do conselho deliberativo e da associação de pais e professores.

Fonte: G1 Santa Catarina 

Publicações relacionadas

0 Comentários

Comente essa publicação